Cascais, uma vila portuguesa à beira mar

Cascais, Portugal
Cascais é uma vila Portuguesa com infraestruturas de excelência, rodeada por natureza selvagem, localizada à beira mar, a apenas 20 minutos de Lisboa

Cascais é uma pequena vila portuguesa com uma qualidade de vida única no mundo. Tem cerca de 200 mil habitantes e está a aproximadamente 20 minutos de Lisboa, a capital de Portugal. O concelho de Cascais é limitado a norte por Sintra, a leste por Oeiras e a sul pelo Oceano Atlântico, sendo a quinta vila mais populosa do país. Ainda não foi elevada a cidade por motivos vontade própria, de forma a conseguir manter o charme de vila turística tradicional portuguesa. Desde meados do século XIX, esta vila portuguesa tem melhorado de tal forma, que começou a crescer com as visitas regulares da família real no período de férias que se deslocavam a Cascais devido à qualidade do clima e posição geográfica favorável. Uma local frente ao mar, perto de Lisboa, com excelentes condições para a prática de atividades naúticas. Cascais foi também um local de exílio de monarcas e aristocratas europeus na primeira metade do século XX. A vila de Cascais tem uma qualidade de vida única no mundo, tornando-se num sitio perfeito para as pessoas que lá vivem, trabalham e passam os seus tempos livres. São muitas as evidências que nos mostram porque é possível viver em Cascais com grande qualidade e bem-estar.

Cascais, história e cultura

Cascais é habitada desde os tempos do Neolítico e tem vestígios romanos em São Domingos de Rana e na vila de Cascais, onde foi descoberto um complexo fabril para a salga de peixe. Foi também ocupada pelos mouros, que fundaram terras como Alcabideche ou Alcoitão. Cascais foi também o local onde nasceu um dos mais famosos poetas árabes, Ibn Muqãna no início do século XI. Foi conquistada aos mouros por D Afonso Henriques em 1147. Na segunda metade do século XII, viviam em Cascais pescadores e agricultores. A partir de 1364, com o crescimento do porto passou de aldeia a vila por ordem do Rei de Portugal D Pedro I.

Cascais cresceu com a época dos Descobrimentos, e como resultado disso, em 1488 D João II mandou construir uma torre defensiva. Foi aqui que desembarcou a frota espanhola de 61 galés em 1580 com um exército de 23 mil homens comandados pelo duque de Alba, que avançam depois sobre Lisboa. Nesta altura, a fortaleza de Cascais ficou parcialmente arrasada, tendo sido reconstruída depois da ocupação espanhola por D João IV. Com o terramoto de 1755 a vila de Cascais foi praticamente toda destruída. Em 1859 Cascais começou a ganhar importância devido à construção da estrada que ligava a Oeiras permitindo ficar mais próxima de Lisboa. A partir de 1871 com a melhoria das vias de comunicação e devido às suas temperaturas amenas esta vila portuguesa passou a ser o local preferido para as férias de Verão da família real.

Cascais - Locais a visitar

Em Cascais é interessante visitar:

  • a Igreja de Nossa Senhora da Assunção do século XVII, para observar os azulejos azuis e brancos de 1745,
  • a Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes (século XII),
  • a Cidadela (século XVII) com a Capela de Nossa Senhora da Vitória,
  • a Capela de São Sebastião e a Capela de Nossa Senhora da Guia (todos do século XVI),
  • o Forte de São Jacinto (século XVIII)
  • o Forte de São Jorge,
  • o Forte do Guincho,
  • os Paços do Concelho (século XVIII)

Recomendamos também uma visita ao bairro dos museus com o Museu do Mar e a Casa dos Desenhos e das Histórias de Paula Rego. Recomendamos Cascais por ser considerada uma vila rica em arte, arquitetura, história e cultura.

Um dos locais mais conhecidos de Cascais é o Passeio de Santo António, sob as muralhas da Cidadela com a sua calçada portuguesa. Aqui pode passear a pé, de bicicleta ou de segway ou simplesmente desfrutar das esplanadas que aí existem. Outro local a visitar é o Parque Municipal da Gandarinha e a Mata da Marinha.

Conhecida pela sua grande quantidade jardins e parques, a vila de Cascais possui ainda a Quinta do Pisão, o Parque Marechal Carmona fundado na década de 1940, onde podemos contemplar os faisões

O Parque Urbano das Penhas do Marmeleiro, no limite do Parque Natural de Sintra-Cascais e com uma vista fantástica sobre a serra de Sintra, sendo possível andar a pé e de bicicleta. Criado em 1994, é muito rico em fauna e flora. Uma vila cheia de passeios pedestres e da natureza.

Como caraterística diferenciadora, Cascais tem três faróis: um no Forte de Santa Marta a 400 metros da Cidadela; um na Ponta da Guia, a 2,5 Kms da vila e outro no Forte de São Brás, no Cabo Raso. Existem ainda as grutas do Paço Velho, que foram um cemitério na altura do Neolítico e onde é possível fazer visitas guiadas gratuitas.

No entanto, Cascais não é só a vila propriamente dita. Pode também visitar outros locais no concelho: como a Boca do Inferno e o Cabo da Roca, onde é possível experimentar a comida típica da região como o Bacalhau à Lagareiro, o Arroz de Marisco, o Cabrito Assado no Forno ou a Vitela à Moda de Sintra. Existe ainda a piscina oceânica de Cascais, os campos de golfe (foi considerado o melhor destino de golfe em 2003, com os seus campos de golfe da Quinta da Marinha, o Belas Clube de Campo, o Penha Longa Golf e o Pestana Beloura Golf Resort, entre outros) o autódromo do Estoril, o Hipódromo de Cascais, a Marina de Cascais, o Casino do Estoril, o paredão litoral (um caminho pedonal que liga Cascais a Lisboa, quase de forma ininterrupta) e as praias, como a praia da Conceição, a praia da Cresmina, a praia da Parede, a praia da Rainha, a praia de São Pedro, a praia do Albano, a praia do Guincho (conhecido pelo surf) e a praia do Tamariz (também conhecido pela animada vida noturna).

As festas em Cascais

Cascais tem também as suas próprias festas e há que vivê-las, já que a vila fica repleta com visitantes vindos dos mais variados locais do país e do estrangeiro. Como exemplo destas festas em Cascais existem as Festas do Mar com um Festival de Verão gratuito na Baía de Cascais, que tem a presença de cantores nacionais e estrangeiros no mês de Agosto. Outra festa de grande importância na vila de Cascais é a Procissão de Santo António a 13 de Junho que começa na Igreja Matriz e vai até à Capela de Nossa Senhora da Vitória na Cidadela de Cascais. Durante a Procissão é possível ver as imagens de Santo António e de Nossa Senhora do Cabo enfeitadas com cravos brancos e transportadas em cima de uma mula protegida com uma guarda de honra de militares vestidos com uniformes dos tempos da Guerra Peninsular (1809-1814). Para além destas duas festas, há ainda o arraial de Santo António onde se pode assistir e sentir o aroma das sardinhas a serem grelhadas no carvão, degustar pratos tradicionais ao ar livre, ver o peixe a ser confeccionado em cozinhas improvisadas para as festas locais. Tudo isto em ambiente festivo e na segurança que tipicamente se vive em Portugal.

Porquê Cascais?

Cascais é conhecida como a Riviera Portuguesa, é o local ideal para passear e ver monumentos e cultura, praticar desporto ao ar livre, velejar, desfrutar de um mergulho no mar, comer marisco fresco, fazer um passeio à beira-mar, para viver e para fazer negócio. Apesar de cosmopolita, continua a ser uma vila de palácios, de ruas estreitas e com um ambiente muito ligado ao oceano Atlântico. É também uma marca no surf e windsurf mundiais com a praia do Guincho, palco de campeonatos do mundo desta modalidade. Vale a pena vir descobrir tudo isto e o Parque Natural de Sintra-Cascais, Património Mundial da UNESCO. Um local a descobrir, viver e perfeito para investir!

Localização geográfica de Cascais em Portugal


menu