Porto :. cidade Invicta de Portugal

cidade do Porto
Porto, vista da Ponte D. Luís, do rio Douro com os moliceiros tradicionais e da Cidade do porto desde Vila Nova de Gaia

A cidade do Porto é a segunda mais importante de Portugal. Fica situada no Norte de Portugal, a Noroeste da Península Ibérica e na margem direita do rio Douro. O Porto tem um clima temperado com temperaturas que variam entre os 15º C e os 25ºC, podendo chegar aos 35ºC em Junho. O Outono e o Inverno são rigorosos, chuvosos e ventosos, com temperaturas a oscilar entre os 5º C e os 14º C. Porto é a capital do norte do País, recebeu o prémio de Melhor Destino Europeu em 2014 dado pela organização europeia European Best Destinations.

Portus Cale
Painel alusivo à origem do nome da cidade do Porto, e da cidade de Vila Nova de Gaia

O Porto é mundialmente conhecido pelo vinho, pela arquitetura, por ter sido classificado como Património Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1996, pela sua gastronomia e pela hospitalidade das gentes locais. O Porto é a cidade que deu o nome de Portugal através da junção de duas palavras, Cale (atual Vila Nova de Gaia) e Portus (atual Porto). As pessoas nascidas no Porto são conhecidas como “tripeiros” porque em 1415 a população desta cidade ofereceu toda a carne disponível às tropas que iam invadir Ceuta em Marrocos, ficando apenas com as tripas para comer, e então criaram um prato único no país: as Tripas à Moda do Porto. O Porto é também designado de “Antiga, Mui Nobre, Sempre Leal e Invicta” devido à coragem das suas gentes, por nunca ter sido ocupada por potências estrangeiras e nunca ter tido um senhor a governá-la. No Porto nasceram ou viveram figuras importantes da história de Portugal como o Infante D Henrique, tendo sido o principal responsável pelos Descobrimentos Portugueses, e outras figuras de relevo mundial, como a escritora J K Rowling. A escritora britânica inspirou-se no Porto e na livraria Lello, em particular, para criar a personagem de ficção Harry Potter e a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.

A cidade do Porto pode-se dividir em quatro zonas principais:

1 - Centro histórico

Zona da Ribeira no Porto
Zona da Ribeira no Porto, litoral do rio Douro

O Centro Histórico: classificado Património Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1996 é a zona mais antiga da cidade. Esta parte da cidade tem ruas estreitas construídas ao longo do rio Douro, edifícios de dois a três andares com comércio, artesanato e gastronomia típica do Porto. Tem um aspeto confuso e sombrio mas atrativo e especial a quem quer algo de diferente e único. O centro histórico do Porto deve ser visitado a pé, apesar de ser possível fazê-lo de segway, tuk tuk, autocarro, minicomboio ou de barco. Esta parte da cidade inclui o bairro da Sé, a zona mais alta do Porto, um bairro inalterado desde a Idade Média, o bairro do Barredo, e o bairro da Ribeira, zona à beira-rio.

centro historico do porto
Praça da Ribeira no centro histórico do Porto :. Portugal

2 - Baixa da cidade

A Baixa da Cidade: esta zona inclui a Praça da Liberdade, a Avenida dos Aliados, a rua de Santa Catarina, a rua Sá da Bandeira e a zona das Galerias de Paris. A Praça da Liberdade é o local onde está localizado o edifício da Câmara Municipal do Porto e a estátua de D Pedro IV.

2.1 - Avenida dos Aliados

A Avenida dos Aliados é a principal avenida do Porto. O seu nome é uma homenagem aos países que constituíam os aliados da Primeira Guerra Mundial de 1914-1918. No percurso desta avenida há uma grande concentração de instituições bancárias, escritórios, esplanadas e cafés.

2.2 - rua de Santa Catarina

rua de santa catarina
Rua de Santa Catarina é a principal rua de comércio do Porto

A rua de Santa Catarina tem uma extensão de 1500 metros, sendo a extensão mais movimentada e mais comercial da cidade do Porto, com uma parte cortada ao trânsito automóvel, dedicada apenas ao transito de peões. A rua de Santa Catarina é composta por maioritariamente por lojas relacionadas com a moda de vestuário, de recordações turísticas, sapatarias, bijuterias e outro tipo de produtos. Todas estas lojas têm umas características: têm o pavimento decorado com a tradicional calçada portuguesa. Nesta rua existe um centro comercial Via Catarina com uma característica única, uma vez que é o único centro comercial em Portugal que foi desenhado como forma de recriar a zona da Ribeira do Porto. Cada restaurante da zona alimentar do centro comercial Via Catarina representa um restaurante que existe na zona da Ribeira. Na rua de Santa Catarina viveram escritores e poetas como António Nobre, Arnaldo Gama, Camilo Castelo Branco e Guerra Junqueiro.

2.3 - Rua Sá da Bandeira

Mercado do Bolhão no Porto
Mercado do Bolhão é um mercado tradicional de produtos frescos no Porto, ao mesmo tempo uma atração turística

A rua de Sá Bandeira está localizada junto à rua de Santa Catarina, com outro dos ex-libris do Porto: o Mercado do Bolhão, famoso pelos pregões das mulheres tipicamente do Porto a vender peixe e produtos frescos. Na rua Sá da Bandeira existe o Teatro Sá da Bandeira, um dos teatros mais importantes da cidade, e o Teatro Rivoli, um marco no moderno teatro de revista Portuguesa. Nesta rua existe também um café símbolo da cidade: o café A Brasileira. Nesta zona também é possível encontrar casas com arquitetura tipica do Porto. Na rua Sá da Bandeira, está localizado o Mercado do Bolhão, construído em 1850. Este mercado é especializado na venda de bacalhau salgado, vinho do Porto, queijos, enchidos e pão regional.

2.4 - Rua dos Clérigos

rua dos Clérigos
Rua dos Clérigos, com a igreja dos Clérigos e a Torre dos Clérigos no topo da rua

A rua dos Clérigos completa a Baixa da Cidade, que inclui as Galerias de Paris, conhecidas pela vida noturna animada (local comparado à zona típica do Bairro Alto de Lisboa), a Universidade de Ciências do Porto, o Museu de Fotografia, o Hospital de Santo António, a Ordem Terceira e a Livraria Lello.

3 - Avenida da Boavista

Casa da Música, Porto
Casa da Música no Porto, um importante icon na cultura desta cidade portuguesa

Avenida da Boavista: com 6 kms de extensão é a maior avenida da cidade. Construída em 1917, é o verdadeiro centro económico do Porto, onde estão situados os principais escritórios das empresas do país. Esta avenida está rodeada de lojas, casas e hotéis. Na Avenida da Boavista realizam-se regularmente vários eventos, nomeadamente o Circuito da Boavista, um circuito automóvel urbano que teve início em 1933. É aqui que estão localizadas importantes estruturas culturais, nomeadamente a Fundação Serralves, a Casa da Música, o principal espaço verde da cidade, o Parque da Cidade. No fim desta avenida encontramos a zona onde foi inventada a tipica Francesinha: uma iguaria portuense.

4 - Foz do Porto

Zona litoral da Foz do Douro :. Porto
Zona litoral da Foz do Douro :. Porto

Foz do Porto: é um dos locais mais ricos e de beleza natural da cidade, com paisagens de rio, de mar e natureza. Na Foz do Porto é possível desfrutar do espaço junto ao rio Douro, é um local escolhido pelos visitantes para fazer desporto, caminhar junto ao rio, correr ou andar de bicicleta num paredão litoral construído na década de 1930. Esta zona do Porto tem como grandes atrações: a praia do Molhe, a praia da Luz, a praia do Homem do Leme e o Castelo do Queijo.

Locais a visitar no Porto

  1. Alfândega do Porto: inaugurada em 1869, alberga o Museu dos Transportes e um Centro de Congressos
  2. Bonfim: freguesia do Porto com cerca de 35 mil habitantes, tem como principal destaque a Igreja Paroquial do Bonfim dedicado ao Senhor do Bonfim construído no século XIX, o Palacete dos Cisnes de 1812 e a Escola Superior de Belas Artes
  3. Café Majestic: ex-libris do Porto e um café com Arte Nova Europeia. Inaugurado em 17 de Dezembro de 1921, o Majestic conta a história do Porto. O Majestic recebeu inúmeros prémios, nomeadamente “Prémio Especial de Café Creme” em 1999, “Medalha de Prata de Mérito Turístico” em 2000, “Certificado do Prémio Mercúrio” (melhor do comércio na área das empresas de categoria Lojas com História em 2011 e o Certificado de Excelência da TripAdvisor
  4. Cais da Ribeira
  5. Cais de Gaia: no cais de Vila Nova de Gaia é possível visitar as caves que armazenam o vinho do Porto, nomeadamente as Caves Burmester, Ferreira, Real Companhia Velha, Sandeman e Ofley
  6. Capela das Almas
  7. Capela de São José das Taipas
  8. Capela do Senhor e Senhora da Ajuda
  9. Capela dos Alfaiates ou de Nossa Senhora de Agosto
  10. Capela Senhora do Ó
  11. Casa de Almeida Garrett
  12. Casa da Câmara
  13. Casa da Música
  14. Castelo da Foz
  15. Castelo do Queijo
  16. Chafariz de São Miguel
  17. Convento de São Domingos
  18. Estação de São Bento: construída em 1916, a estação de São Bento é a estação central do Porto. No seu interior existe uma quantidade enorme de azulejos, sendo de destacar um mural que conta a história do Porto.
  19. Faculdade de Ciências
  20. Farol de São Miguel
  21. Farolim de Felgueiras
  22. Feitoria Inglesa
  23. Funicular dos Guindais
  24. Igreja do Bonfim
  25. Igreja do Carmo ou Igreja da Venerável Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo
  26. Igreja das Carmelitas
  27. Igreja da Cedofeita
  28. Igreja dos Congregados
  29. Igreja da Misericórdia
  30. Igreja de Santa Clara
  31. Igreja de Santo Ildefonso
  32. Igreja de São Francisco
  33. Igreja de São João Novo
  34. Igreja de São Martinho de Lordelo
  35. Igreja de São Nicolau
  36. Igreja de São Pedro de Miragaia
  37. Igreja da Trindade
  38. Livraria Lello: fundada em 1906 pelos irmãos José e António Lello é considerada a terceira livraria mais bonita do mundo e local de inspiração para o filme Harry Potter
  39. Mercado do Bolhão
  40. Mercado Ferreira Borges
  41. Muralha Fernandina
  42. Museu Casa do Infante
  43. Museu da Fundação Serralves
  44. Museu Romântico
  45. Museu Soares dos Reis
  46. Museu dos Transportes e Comunicações
  47. Paço Episcopal
  48. Palácio da Batalha
  49. Palácio de Cristal
  50. Palácio do Freixo
  51. Palácio da Bolsa: sede da Associação Comercial do Porto tem como destaques as salas ricamente decoradas: a Sala do Pátio das Nações, o Salão Árabe, a Sala Dourada, a Sala do Tribunal e a Sala das Assembleias Gerais
  52. Paranhos: é uma freguesia de tradições populares e nascentes de água fresca, foi a primeira entidade do país a promover espaços de cowork (partilha de espaços por vários negócios). Paranhos é conhecida pelas sete nascentes com água de qualidade para consumo humano e usada para abastecer a cidade do Porto desde o século XVI. Esta freguesia tem como principais destaques a Casa da Cultura, o Jardim d`Arca de Água de 1920 integrado num jardim românico dedicado aos militares portugueses que participaram na batalha de La Lys na Primeira Guerra Mundial, a Mina subterrânea de Arca d`Água construído em 1579
  53. Parque da Cidade
  54. Parque de Serralves
  55. Ponte da Arrábida: liga Porto a Vila Nova de Gaia. Inaugurada em 1963 é possível visitar o arco da ponte e tirar fotografias a 65 metros de altura após subir 273 degraus
  56. Ponte do Freixo: é a ponte situada no extremo da cidade. Inaugurada em 1995, a ponte permite a ligação rodoviária entre a cidade do Porto e Vila Nova de Gaia
  57. Ponte Infante D Henrique: inaugurada em 2003 liga a zona das Fontainhas no Porto à Serra do Pilar em Vila Nova de Gaia
  58. Ponte D Luís I: desenhada por Teófilo Seyrig, aluno de Eiffel, inaugurada em 1886, tem um arco de ferro fantástico e liga Porto e Vila Nova de Gaia. É um dos símbolos da cidade e substituiu a ponte das Barcas, destruída durante a Segunda Invasão de Napoleão em 1843. Este desastre da ponte das Barcas causou a morte nesse tempo a milhares de pessoas
  59. Ponte Dona Maria Pia: esta ponte foi a primeira obra-prima de Gustavo Eiffel, o autor da Torre Eiffel de Paris
  60. Ponte São João: inaugurada em 1991 é uma ponte ferroviária que liga Vila Nova de Gaia ao Porto
  61. Praia de Gondarém
  62. Praia dos Ingleses
  63. Praia do Homem do Leme
  64. Praia da Luz
  65. Praia de Matosinhos
  66. Praia de Molhe
  67. Sé Catedral do Porto: construída no século XII, é a Igreja mais importante da cidade
  68. Torre dos Clérigos: inaugurada em 1763, a Torre dos Clérigos tem mais de 75 metros de altura e 225 degraus. É o ex-libris da cidade do Porto e é possível visitá-la até às 23 horas em épocas especiais. Em 2016 atingiu um recorde de visitantes no ano de 2016 com mais de 625 mil
  69. Torre Medieval
  70. World of Discoveries: Museu Interativo e Parque Temático
Café Magestic, Porto
Café Magestic, um estabelecimento emblemático da cidade do Porto. Fica localizado na Via Catarina
Igreja do Carmo, Igreja dos Carmelitas Descalços, e fonte dos Leões no Porto
Igreja do Carmo está geminada lado a lado com a Igreja dos Carmelitas Descalços, vistas desde a fonte dos Leões no Porto
Jardim da Fundação Serralves
O Jardim da Fundação Serralves está repleto de obras de arte, espaços verdes temáticos. O Museu e a Casa Serralves estão abertos para vistas ao público.

Feiras e festas no Porto

O Porto é uma cidade cosmopolita e tradicional, organiza regularmente uma grande quantidade e variedade de feiras e festas que atraem todo o tipo de público.
Listamos os acontecimentos mais mediáticos:

  • Passagem de Ano e concerto de Ano Novo na Avenida dos Aliados
  • Fantasporto: Festival Internacional de Cinema do Porto que se realiza em Fevereiro
  • Exposição de Camélias: realiza-se de 5 a 12 de Março
  • Exposição de Orquídeas: realiza-se em Março
  • Festival Intercéltico do Porto: festival de música celta que se realiza em Março e Abril nas mais variadas salas de espetáculos do Porto. Este evento teve início em Julho de 1985 e atualmente atrai artistas de todo o mundo
  • Desfile dos Carros Elétricos: realiza-se em Maio e é feito em colaboração com o Museu do Carro Elétrico
  • Queima das Fitas: festa universitária em que os estudantes saem à rua com capa e batina e fazem um desfile de carros alegóricos. Realiza-se em Maio
  • FITEI: Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica realiza-se em Maio e em Junho
  • Optimus Primavera Sound: festival de música que se realiza em Junho
  • Porto Cartoon World Festival: festival de desenho humorístico que atrai artistas de todo o mundo e que se realiza em Junho
  • Serralves em Festa: festival de música clássica que se realiza num fim-de-semana em Junho, de forma contínua, 24 horas sobre 24 horas, de Sexta a Domingo e de entrada gratuita.
  • Festas Populares deSão João: realiza-se entre 23 e 24 de Junho e celebra o nascimento de São João Batista. A festa populares de São João do Porto tem origens pré-cristãs. Nesta festa os populares usam um martelo de plastico com um fole na ponta baterem nas cabeças uns dos outros em sinal de brincadeira. A festa é composta pela realização de uma procissão e uma missa
  • Jazz no Parque: festival de jazz que se realiza em Julho
  • World Bike Tour: corrida de bicicleta que percorre cerca de 13 kms, tem início na ponte da Arrábida com a meta em Matosinhos. Realiza-se em Julho
  • Red Bull Air Race: festival aéreo mundial que combina alta velocidade, baixa altitude e manobras difíceis de executar. Realiza-se em várias cidades do mundo, entre elas a cidade do Porto em Portugal
  • Circuito da Boavista: corrida histórica de automóveis da cidade do Porto que se realiza desde 1931, apesar de ter estado parada durante alguns anos. É conhecida internacionalmente e atrai pilotos de renome devido à dificuldade do percurso na Avenida da Boavista
  • Festival Internacional de Jazz: festival de jazz que se realiza em Setembro
  • Meia Maratona do Porto: corrida com um percurso aproximado de 21 kms tem início na ponte do Freixo e termina no Jardim do Calém, perto da foz do rio Douro. Realiza-se em Setembro
  • Portugal Fashion: festival de moda criado em 1995. É dos maiores eventos de moda da Península Ibérica e realiza-se em Novembro
  • FITU: Festival Internacional de Tunas Universitárias. É o festival de Tunas Académicas mais antigo do país e atrai tunas de todo o Portugal , de Espanha, México, Porto Rico, Perú, Colômbia e Holanda. Realiza-se em Novembro
  • Corrida de São Silvestre: corrida que se realiza todos os anos no dia 31 de Dezembro antes da passagem de ano. Tem um percurso de cerca de 10 kms. Tem início e termina na Avenida dos Aliados

Gastronomia do Porto

Francesinha, gastronomia tipica da cidade do Porto
Francesinha, gastronomia tipica da cidade do Porto

A gastronomia da cidade do Porto é o resultado de uma herança multicultural e milenar. O Porto tem uma enorme variedade de pratos, quer sejam de peixe, de marisco, de carne, de doçaria regional e conventual. Os pratos típicos desta cidade são únicos no mundo:

  • Anho da Festa de São João
  • Broa de Milho
  • Bacalhau à Gomes de Sá
  • Bacalhau à Dona Tonho
  • Bacalhau Cru Desfiado
  • Bacalhau à Zé do Pipo
  • Biscoito da Teixeira
  • Cabrito Assado com Vinho do Porto
  • Cabrito ou Anho Assado
  • Caldo Verde
  • Canapés à Moda do Porto
  • Folhados de Salsicha e Queijo
  • Francesinha à Moda do Porto
  • Maçapão
  • Pão-de-ló
  • Papos de Anjo de hóstia
  • Paté de Atum à Sapateira
  • Polvo com Molho Verde
  • Tripas à Moda do Porto: dobrada de vitela com enchidos e feijão branco

Os vinhos do Porto

Caves de vinho do Porto Cálem
Caves de vinho do Porto Cálem, em Vila Nova de Gaia, Porto

A cidade do Porto está Inserida na região demarcada de vinho mais antiga do mundo. Aqui existe um vinho para cada situação. O vinho mais famoso é o vinho do Porto, um vinho doce normalmente degustado como aperitivo. O vinho Porto é vulgarmente conhecido como o néctar dos deuses. O vinho do Porto é de caraterísticas adocicadas, com teor alccolico aproximado aos 20 graus. Os preços de uma garrafa de um bom vinho do Porto varia entre os 8 euros, podendo atingir mais de 500€, em uma garrafa de vinho do Porto reserva. O vinho do Porto é produzido na mais antiga região vinícola do mundo, com a criação da Companhia Geral das Vinhas do Alto do Douro em 1756 pelo Marquês de Pombal. O vinho do Porto é cultivado nas margens do rio Douro. Este rio nasce na serra de Urbión em Espanha a mais de 2200 metros de altitude. A rede hidrográfica do Douro tem uma área de 18558 km2 e um total de 930 kms, sendo que 323 kms são portugueses. Até à data de 1965, o transporte do vinho do Porto era feito nos tradicionais barcos Rabelos, que desciam o rio Douro carregados de pipas de vinho até à foz de Vila Nova de Gaia e do Porto para ai deixarem as cargas armazenadas e posteriormente serem comercializadas. Devido à construção da barragem do Carrapatelo, a última viagem de barco rabelo foi feita em Setembro de 1965. Atualmente os barcos rabelos são usados em regatas, em passeios turísticos e em cruzeiros no rio Douro. Atualmente o transporte de vinho do Porto é feito em camiões-tanque.

vinho do Porto colheita reserva
Uma garafa de vinho do Porto colheita reserva pode atingir preços de várias centenas de euros

Locais interessantes para vistar perto da cidade do Porto

Amarante

Ponte de São Gonçalo sobre o rio Vouga em Amarante
Ponte de São Gonçalo sobre o rio Vouga em Amarante

Amarante: cidade com cerca de 12 mil habitantes. Tem como principais destaques o rio Tâmega, o campo de Golfe de Amarante, o Parque Natural do Alvão, a Igreja de São Gonçalo e a Ponte de São Gonçalo.

Baião

Conjunto Megalítico de Meninas do Crasto em Baião
Conjunto Megalítico de Meninas do Crasto em Baião

Baião: é uma cidade com cerca de 3300 habitantes. É o concelho com maior percentagem de área verde e floresta do distrito do Porto, cerca de 63% do seu território. Os principais destaques de Baião são:

  • Casa da Juventude e Desporto de Baião
  • Casa das Bengalas - Gestaçô
  • Casa do Lavrador - Museu Rural e Etnográfico e Restaurante
  • Centro Interpretativo do Vinho e da Vinha - Mosteiro de Santo André de Ancede
  • Conjunto Megalítico da Serra da Aboboreira
  • Fundação Eça de Queiroz - Núcleo museológico
  • Núcleo de Arqueologia - Museu Municipal de Baião
  • a Serra da Aboboreira,
  • a Serra do Marão,
  • a Serra do Castelo de Matos,
  • o rio Douro,
  • o rio Teixeira
  • rio Ovil.

Gondomar

Gondomar: é uma cidade do distrito do Porto com cerca de 30 mil habitantes, é conhecida pela filigrana e pelo ouro. A atividade mais importante em Gondomar é a ourivesaria, é praticada em oficinas de pequena escala através de técnicas artesanais.

Filigrama de Gondomar :. veja o video

Maia

Maia: é uma cidade com cerca de 41 mil habitantes. É no concelho da Maia que está localizado o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, o principal aeroporto que serve a região do norte do País. Maia tem um vasto património, nomeadamente a Igreja Romano-Gótica de Águas Santas, a Igreja Conventual de São Salvador de Moreira, o Museu da História e Etnologia das Terras da Maia e a Quinta da Gruta. Maia destaca-se pela sua atividade cultural: Festival de Música , Festival de Teatro, a Feira de Artesanato de Portugal, World Press Photo. A cidade da Maia tem um Jardim Zoológico com cerca de 100 espécies de animais, fundado em 1987.

Matosinhos

Forte de São Xavier em Matosinhos
Forte de São Xavier em Matosinhos, Porto :. Portugal

Matosinhos: é uma cidade com cerca de 31 mil habitantes. Matosinhos é marcado pela gastronomia, nomeadamente pelo peixe, marisco, e pela carne. Matosinhos tem um património rico e variado: Casa de Chá da Boa Nova, a Piscina das Marés construída entre as rochas naturais, a Casa de Santiago, o Forte de Nossa Senhora das Neves, a Igreja do Bom Jesus de Matosinhos, Forte de São Xavier, o Parque da Cidade - um jardim de grandes dimensões com atividades ao ar livre. As praias de Matosinhos são conhecidas em todo o país pela classificação Bandeira Azul, que simboliza em Portugal a classificação de águas de qualidade para banhos. São também ideais para a prática do surf, devido à boa qualidade de ondas: praia das Angeiras, praia da Memória, praia Cabo do Mundo, praia da Boa Nova e praia de Leça.

vista da cidade de Matosinhos
vista da praia e da cidade de Matosinhos

Póvoa de Varzim

Póvoa de Varzim: é uma cidade com cerca de 40 mil habitantes. A Póvoa de Varzim está ligada à pesca desde a sua fundação, uma vez que tem uma frente atlântica de 13 kms. Póvoa de Varzim é conhecida pela Marina da Póvoa de Varzim, pelo Cine Teatro Garret, pelo Casino da Póvoa, pelas várias praias: praia da Barranha, praia da Estela, praia da Codixeira, praia das Pedras Negras, praia do Paimó, praia do Esteiro, praia do Coim, praia do Quião, praia de Santo André, praia da Fragosa, praia da Lagoa, praia das Pontes e a praia do Fragosinho. Na Póvoa de Varzim existe um local onde se consegue avistar toda a região: o Monte de São Félix na Serra de Rates a 202 metros de altitude.

Santo Tirso

Mosteiro de São Bento, Santo Tirso
Mosteiro de São Bento, Santo Tirso :. Portugal

Santo Tirso: é uma cidade com cerca de 14 mil habitantes. O concelho de Santo Tirso é marcado pela forte presença da natureza, sendo atravessado pelo rio Leça e rio Ave, onde é possível passear no Passeio das Margens do Ave. Santo Tirso é terra de conventos e mosteiros: Convento da Bela, Mosteiro de São Bento, Convento das Clarissas, Mosteiro da Visitação, Convento de Santa Cruz Escolástica, Santuário de Nossa Senhora da Assunção.

Vila do Conde

Vila do Conde desde o Mosteiro de Santa Clara
vista da cidade de Vila do Conde desde o Mosteiro de Santa Clara

Vila do Conde: é uma cidade com cerca de 29 mil habitantes. Vila do Conde tem 18 kms de praias: praia do Turismo, praia Senhora da Guia, praia de Lagrube e praia de Mindelo. Vila do Conde tem um contato muito forte com a natureza, o que é visível nos inúmeros jardins e parques da cidade: Praça José Régio, Jardim da Praça da República, Jardim da Alameda dos Descobrimentos, Jardim Júlio Graça e o Parque Urbano João Paulo II. Vila do Conde tem uma Paisagem Protegida, a Reserva Ornitológica de Mindelo, a primeira área protegida de Portugal. Vila do Conde faz parte do Caminho de Santiago.

Vila Nova de Gaia

Vila Nova de Gaia, margem sul da cidade do Porto
Vila Nova de Gaia, margem sul da cidade do Porto

Vila Nova de Gaia: é o terceiro município mais populoso de Portugal com cerca de 300 mil habitantes e o mais populoso do Norte. Vila Nova de Gaia é mundialmente conhecida pelo vinho do Porto, pela indústria automóvel e pelos artistas locais. Esta cidade tem um património rico, nomeadamente:

  • Casa-Museu Teixeira Lopes,
  • Solar dos Condes de Resende,
  • Casa da Cultura,
  • Aqueduto dos Arcos de Sardão,
  • Aqueduto das Amoreiras,
  • Mosteiro da Serra do Pilar,
  • Mosteiro de Grijó,
  • Mosteiro de Pedroso,
  • Convento Corpus Christi,
  • Capela do Senhor da Pedra,
  • Capela do Bom Jesus,
  • Ponte Maria Pia,
  • Ponte Luís I,
  • Ponte da Arrábida,
  • Ponte de São João,
  • Ponte do Freixo,
  • Ponte do Infante,
  • barragem Crestuma / Lever
  • e as inúmeras Caves de Vinho do Porto.

Vila Nova de Gaia tem uma forte ligação à natureza e a atividades praticadas ao ar livre, o que é visível nas várias estruturas que existem no concelho, nomeadamente:

  • Parque Biológico,
  • Parque de Dunas,
  • Parque Botânico do Castelo,
  • Parque Quinta das Devesas,
  • Parque Ponte Maria Pia,
  • Reserva Natural Local do Estuário do Douro,
  • Estação Litoral da Aguda,
  • Ribeiras de Gaia,
  • Jardim Zoológico Santo Inácio
  • Quinta Cantinho das Aromáticas, uma das poucas quintas em meio urbano que pratica agricultura biológica em toda a Europa Ocidental.

Vila Nova de Gaia é o concelho de Portugal com mais praias classificadas com Bandeira Azul:

  • praia dos Lavadores,
  • praia dos Salgueiros,
  • praia de Canide Norte,
  • praia de Canide Sul,
  • praia Madalena Norte,
  • praia Madalena Sul,
  • praia Valadares Norte,
  • praia Valadares Sul,
  • praia Dunas Mar,
  • praia Francemar,
  • praia Francelos,
  • praia Sãozinha,
  • praia Senhor da Pedra,
  • praia Miramar,
  • praia Mar e Sol,
  • praia da Aguda,
  • praia da Granja
  • praia São Felix da Marinha.

Transportes e acessos no Porto

Transportes e acessos à cidade do Porto
A cidade do Porto está servida com uma rede de transportes moderna e eficiente

A cidade do Porto tem uma rede de transportes que permitem vários acessos à cidade: avião, autocarro, automóvel, barco, comboio ou metropolitano. O Aeroporto Francisco Sá Carneiro, localizado a cerca de 11 kms do Porto, é moderno e detentor de vários prémios, nomeadamente o terceiro melhor aeroporto da Europa em 2015, oferece 64 destinos, entre os quais estão Barcelona, Milão, Manchester ou Bilbau, e 14 companhias aéreas. Desde o aeroporto existem linhas diretas de autocarro e de metro para o centro da cidade. Se optar pelo uso do automóvel particular tem as estradas nacionais de acesso à cidade, que são gratuitas, ou as autoestradas, que têm portagem: A1 Lisboa com ligação ao Algarve; A3 Valença (Minho) com ligação à Galiza; A4 Amarante (Trás-os-Montes) com ligação a Bragança; A28 (Porto-Cerveira) e A29 (Porto-Aveiro/Cantanhede). Para circular nestas estradas com pagamento de portagem existem várias opções de pagamento cómodo: EASYTOLL, TOOLCARD, TOOLSERVICE e aluguer temporário da via verde. O Porto está a aproximadamente duas horas de distância da Galiza, de aproximadamente três horas de Lisboa e aproximadamente cinco horas da região do Algarve, no extremo sul do País de Portugal.
O Porto tem um Terminal de Transportes de Autocarros Internacional que torna possível deslocar-se para o centro da cidade. A cidade do Porto tem uma rede de comboios internacionais, Alfa Pendular, Intercidades, Inter-Regionais, regionais e urbanos, com niveis elevados de serviço e qualidade, estando classificados entre os melhores da Europa.
Existem duas estações principais que valem a pena visitar:

  • Estação de Campanhã: é a mais movimentada da cidade, devido a ser o destino final da maioria dos transportes que chegam de outros pontos do país com destino à cidade do Porto
  • Estação de São Bento: é a mais central da cidade, próximo da Avenida dos Aliados. Apresenta uma exposição permanente de um painel de azulejos pintados à mão representando a história da cidade do Porto, desde a fundação até à atualidade

Os comboios urbanos fazem a ligação regular entre o Porto e a cidades circundantes, como Vila Nova de Gaia, Espinho, Guimarães, Braga, Viana do Castelo e Aveiro. É possível viajar até à cidade do Porto através de barco, com serviços de duas marinas na cidade:

  • Marina do Freixo: situada na margem direita do rio Douro, atraques para 76 embarcações até um máximo de 16 metros de comprimentos, acostagem de embarcações até 100 metros, balneários com água quente, cafetaria e restaurante abertos ao público com apoio técnico para todo o tipo de embarcações
  • Marina do Porto Atlântico: situada em Leixões, no oceano Atlântico, esta marina oferece sanitários, balneários, restaurante, alfândega, estaleiro, 170 lugares para embarcações até 30 metros de comprimento, quatro clubes de iates, serviço mecânico de manutenção, supermercados, bancos, lojas e postos de correios

Curiosidades sobre infraestruturas no Porto

O porto de Leixões é o segundo maior porto artificial do país e fica situado a 4 kms a Norte da foz do rio Douro, em Matosinhos próximo da cidade do Porto. É a maior infra-estrutura portuária do Norte de Portugal com 5 kms de cais. O porto de Leixões representa uma quota 25% do comércio internacional português e passam por aqui cerca de três mil navios por ano com todo o tipo de cargas. O porto de Leixões inaugurou um terminal de cruzeiros em 2015, sendo esperadas 111 escalas de navios de cruzeiro e cerca de 127 mil passageiros até 2018.

O metro do Porto foi considerado o maior projeto da União Europeia devido à sua extensão, cerca de 60 kms de linhas. Hoje em dia, o metro do Porto funciona entre as 06h00 e a 01h00 todos os dias e tem seis linhas:

  1. Linha A (Azul): Estádio do Dragão-Senhor de Matosinhos
  2. Linha B (Vermelha): Estádio do Dragão- Póvoa de Varzim
  3. Linha C (Verde): Campanhã-ISMAI
  4. Linha D (Amarela): Hospital São João-D João II
  5. Linha E (Violeta): Estádio do Dragão-Aeroporto
  6. Linha F (Laranja) – Senhora da Hora-Fânzeres

Na cidade do Porto existem três linhas de elétricos:

  1. Linha 1: Infante/Passeio Alegre
  2. Linha 18: Massarelos/Carmo
  3. Linha 22: Batalha/Carmo

Um dos ex-libris da cidade é o funicular dos Guindais, um elevador que liga a zona da Batalha à zona da Ribeira. O preço de cada bilhete custa €2.50. No Porto é possível percorrer grande parte da cidade de bicicleta, uma vez que existem seis ciclovias:

  1. Ciclovia da Asprela: tem uma extensão de 3.5 kms e foi construída em 2012
  2. Ciclovia da Prelada: tem uma extensão de 1.24 kms e foi inaugurada em 2011. Pode ser usada como forma de se chegar ao centro da cidade
  3. Ciclovia da Marginal: começa no Parque da Cidade, junto ao Edifício Transparente e acaba no largo António Calem. Tem cerca de 7 kms e foi inaugurada em 2007
  4. Ciclovia do Parque da Pasteleira: está inserida no Parque da Pasteleira, tem 0.7 kms e foi inaugurada em 2009
  5. Ciclovia da Foz da Ribeira da Granja: começa no Parque da Cidade e termina no largo António Calem, tem uma extensão de 3.8 kms e foi inaugurada em 2009
  6. Ciclovia da Avenida da Boavista: vai Praça de Gonçalves Zarco até à Avenida do Parque, tem 2.2 kms de extensão e foi inaugurada em 2011

Economia e o artesanato da cidade do Porto

O artesanato da cidade do Porto é uma atração turística importante para a economia da cidade. Os artigos mais procurados são representados por:

  • a filigrana de Gondomar,
  • as mantas de terroso de bilros de Vila do Conde,
  • as rendas de Felgueiras,
  • os brinquedos de lata pintada da Maia,
  • a cerâmica e os brinquedos de madeira de Vila Nova de Gaia,
  • os palmitos de papel,
  • penas e palhão,
  • as velas de cera bordadas
  • o barco rabelo, utilizado antigamente no transporte do tradicional do vinho do Porto.

Desde a sua fundação que a cidade do Porto sempre foi uma cidade comercial. A economia do Porto baseia a sua atividade em três setores principais: agricultura, comércio e indústria. O Porto é a capital portuguesa da indústria têxtil e vestuário (19% das empresas), indústrias metalúrgicas (17%), o comércio por grosso e retalho (27% das empresas), o ramo imobiliário, alugueres e serviços prestados às empresas (24%), a saúde e acção social (9%) e a construção civil (7%) Para além destas indústrias, o Porto desenvolve atividades na ourivesaria e artes gráficas.

Qualidade de Vida no Porto

A partir da década de 1990, o Porto passou a integrar as principais redes de cidades da Europa, nomeadamente: Associação Eurocidades, Cidades do Eixo Atlântico, Associação dos Municípios Ribeirinhos do Douro de Portugal e Espanha e o Clube das Eurometrópoles. A integração em organizações deste tipo, levou a um crescimento económico sustentável. O sucesso desta política de desenvolvimento económico foi reconhecida no estudo “Cidades e Regiões Europeias do Futuro 2014/15” publicado pelo diário britânico Finantial Times ao colocar a cidade do Porto em terceiro lugar na lista das dez cidades mais atrativas do Sul da Europa para o investimento estrangeiro. À sua frente ficaram Lisboa, em segundo lugar, e Barcelona, em primeiro lugar.

Neste mesmo estudo, a capital do Norte aparece em quinto lugar entre as cidades de média dimensão da Europa com a melhor estratégia de investimento estrangeiro direto. Este estudo é publicado duas vezes por ano no Finantial Times. O Porto foi a primeira cidade portuguesa a receber um prémio do World Council on City Data como reconhecimento das políticas que tem implementado para um melhor desenvolvimento sustentável da cidade e dos cidadãos. Na lista das cidades mundais com melhor reputação hoteleira, a capital nortenha está classificada à frente de cidades europeias notáveis, como: Barcelona, Londres, Milão, Paris e Roterdão. Esta distinção significa que o Porto é uma cidade que oferece uma qualidade de vida de excelência aos seus cidadãos e visitantes.

Factos rápidos sobre a cidade do Porto

  • População: cerca de 238 mil habitantes
  • População da Área Metropolitana do Porto: cerca de 2 500 000 de habitantes
  • Área: 41,42 km2
  • Número de freguesias: 15
  • Distrito: Porto
  • Antiga província: Douro Litoral
  • Museus: 13
  • Hospitais: 23
  • Número de empresas: 45276 com um volume de negócio de cerca de €44.9 mil milhões
  • Rio principal: Douro
  • Aeroporto: 1

Localização geográfica da cidade do Porto e atrações turísticas

Guarde esta página...
nos seus favoritos

Pressione as teclas
Ctrl + D
no seu teclado
.

no Google +
Clique no botão

1M


menu