Viseu :. cidade do centro de Portugal

Viseu foi considerada por dois anos consecutivos 2010 e 2011 a melhor cidade de Portugal para se viver. Esta cidade obteve as pontuações mais altas nas categorias de melhores estradas, maior quantidade de espaços de lazer, passeios mais limpos e acesso a bens e serviços. O estudo foi realizado pela Associação Portuguesa de Defesa do Consumidor (DECO) em colaboração com associações de defesa do consumidor na Bélgica, Brasil, Espanha e Itália e incluiu um total de 124 cidades. Viseu ficou classificada em décimo lugar na tabela internacional.
“Quem nunca visita Viseu, não sabe o que perdeu!”. Este provérbio popular nasce na cidade de Viseu e define a paixão que os habitantes sentem por esta localidade portuguesa. A Cidade dos Jardins ou a Cidade Museu prima pela arte de saber receber e pela gastronomia de sabores intensos.

Viseu é uma cidade localizada na região centro de Portugal e na sub-região Dão/Lafões. O distrito de Viseu faz fronteira a norte com Vila Real e Porto, a sul com Coimbra, a Leste com Aveiro e a Oeste com Guarda. O clima de Viseu caracteriza-se por invernos frios e chuvosos com uma temperatura mínima de 6º C e máxima de 10ºC e verões quentes e secos com temperatura mínima de 12º C e temperatura máxima de 33ºC. As serras do distrito de Viseu são: Arada, Arestal Caramulo, Chavães, Laboreira, Lapa, Leomil, Montemuro, Pereiro, São Lourenço e Zibreira. Os rios desta região portuguesa são: Dão, Douro, Paiva, Pavia, Távora e Vouga.

Viseu encontra-se a uma distância aproximada de 290 km de Lisboa e a aproximadamente 127 km da cidade do Porto. Esta região portuguesa tem bons acessos rodoviários: Autoestrada A25 e autoestrada A1 na direção do Porto, autoestrada A1 e Itinerário Principal IP3 na direção de Lisboa, autoestrada A25 na direção de Salamanca, uma vez que Viseu fica localizada a cerca de 130 km da fronteira com Espanha. A estação de comboios mais próxima de Viseu localiza-se a cerca de 20 kms de distância em Mangualde. O distrito de Viseu encontra-se organizado em treze concelhos:

  • Aguiar da Beira
  • Carregal do Sal
  • Castro Daire
  • Mangualde
  • Mortágua
  • Nelas
  • Oliveira de Frades
  • Penalva do Castelo
  • Santa Comba Dão
  • São Pedro do Sul
  • Tondela
  • Vila Nova de Paiva
  • Vouzela

História da cidade de Viseu

Viseu tem uma história muito antiga. Esta cidade portuguesa foi povoada por romanos, suevos, visigodos e árabes. Viseu foi reconquistada pelo rei de Leão e Castela Fernando Magno em 1035. Viseu foi reconquistada definitivamente em 1057 pelo rei Fernando I de Leão e Castela. Em 1188 o rei português D Sancho I criou a Feira Franca – atual Feira de São Mateus. Esta localidade começou a crescer no século XIV tendo sido doada ao Infante D Henrique em 1416. A zona do Rossio e a Rua Direita foram construídas no século XVI. Viseu ganhou relevância cultural com o pintor Vasco Fernandes que viveu na cidade no século XVI. O pintor Vasco Fernandes tem um museu dedicado à sua obra: o Museu Grão-Vasco.

Locais a visitar em Viseu

Museu Etnográfico - Casa da Lavoura e Oficina do linho : este museu inclui coleções relacionadas com o património relacionado com a cultura tradicional da manufatura do linho

Casa do Miradouro: é uma casa que foi inaugurada no século XVI. Neste edifício realçamos o portal e as janelas geminadas

Cava de Viriato: é uma fortificação de origem romana localizada ao largo do local onde se realiza a feira de São Mateus. Apesar do nome desta fortificação ser similar ao do guerreiro lusitano Viriato, não existe qualquer relação entre ambos. Desconhece-se as origens e os motivos que levaram à construção deste forte.

Complexo Desportivo Príncipe Perfeito: é um parque aquático equipado com piscina exterior com escorregas, piscinas interiores e ginásios

Convento do Bom Jesus: é um convento que foi inaugurado no século XVII. Este edifício aloja atualmente o Lar-Escola de Santo António

Funicular de Viseu: é um meio de transporte tradicional que faz a ligação da zona da Sé Catedral à Cava de Viriato

Igreja da Misericórdia: é uma igreja localizada em frente à Sé Catedral de Viseu que foi inaugurada no século XVIII. Nesta igreja há que realçar o retábulo com a imagem de Nossa Senhora

Jardim do Paço: jardim do Paço Episcopal que inclui uma grande variedade de flora

Palácio do Gelo: é um centro comercial que foi inaugurado em 1996 e renovado em 2008. É o maior centro comercial do distrito de Viseu. O Palácio do Gelo Shopping tem ao dispor seis salas de cinema, o maior hipermercado da região, um Bar do Gelo, lojas de moda e um terraço com uma vista sobre as serra da Estrela e serra do Caramulo

Parque Aquilino Ribeiro: é o parque da cidade. Este parque inclui densa e variada flora em pleno centro de Viseu

Parque do Fontelo: este parque conhecido pela sua mata e pela grande quantidade de equipamentos indicados para a prática de atividades desportivas ao ar livre: campos de futebol, campo de ténis, piscinas e um circuito de manutenção

Praça D Duarte: é a praça mais antiga da cidade e um dos pontos de encontro de excelência dos habitantes de Viseu

Praça do Rossio: esta praça é o coração da cidade. A Praça do Rossio inclui a Casa Museu Almeida Moreira, o edifício dos Paços do Concelho, a Igreja dos Terceiros de São Francisco, o Jardim das Mães, o Jardim Tomás Ribeiro e o Parque Aquilino Ribeiro

Museu de Arte Sacra da Catedral de Viseu / Tesouro da Sé: este museu apresenta coleções de objetos religiosos e imagens de retábulos de memórias de bispos

Museu Grão Vasco: é o museu mais importante da cidade de Viseu. O Museu Grão Vasco encontra-se localizado no antigo Paço Episcopal e inclui coleções de pintura portuguesa dos séculos XIX e XX, coleções de faiança portuguesa, cerâmica e pintura oriental

Rua Direita: é das ruas mais antigas de Viseu. A rua Direita é um espaço comercial a céu aberto

Sé Catedral de Viseu: foi inaugurada no século XIII e quase totalmente destruída num temporal ocorrido em 1635. Deste temporal sobrou a torre do relógio. O claustro da Sé Catedral é uma das principais referências do Renascimento português

Solar dos Condes de Prime: é um solar que foi inaugurado no século XVIII. Aqui está instalado o Conservatório Regional de Música Dr José Azevedo Perdigão

Solar dos Peixotos: é um solar do século XVIII. É o local onde está instalada a Assembleia Municipal de Viseu. Este solar destaca-se pela escadaria e azulejos que decoram as paredes

Solar Visconde de Treixedo: é um solar construído na primeira metade do século XVIII.

Teatro Viriato: é um teatro localizado no Largo Mouzinho de Albuquerque. Foi inaugurado em 1883 com o nome Teatro da Boa União. Em 1898 adotou o nome atual em homenagem ao herói português Viriato.

Termas de Alcafache: são as termas localizadas a aproximadamente 8 km de Viseu no meio da natureza no vale do Dão. Segundo os crentes, as águas destas termas são indicadas para tratar problemas de saúde, nomeadamente com as vias respiratórias, doenças de pele, reumatismos crónicos, doenças músculo-esqueléticas

Campo de golfe Montebelo: é um campo de golf com com vinte e sete buracos localizado entre as serras da Estrela e do Caramulo.

Carregal do Sal: é uma vila portuguesa localizada na sub-região Dão-Lafões. As principais atrações desta vila são: o Museu Municipal Soares de Albergaria, o Núcleo Museológico do Lagar de Varas de Parada. Esta vila é conhecida pela beleza natural, pelo vinho do Dão e pelo azeite de oliva

Castro Daire: é uma vila localizada no monte Castro Daire. Nesta vila há a destacar a Capela das Carrancas, a Ermida do Paiva, Igreja Matriz e o Museu Municipal de Castro Daire

Lamego é a segunda maior localidade da região de Viseu com aproximadamente 13 mil habitantes. Foi em Lamego que se realizaram as primeiras cortes de Portugal durante o reinado de D Afonso Henriques. O património da cidade inclui edifícios como:

  • Capela de São Pedro de Balsemão
  • Castelo de Lamego
  • Convento de Ferreirim
  • Igreja de Santa Maria de Almacave/li>
  • Museu de Lamego
  • Santuário de Nossa Senhora dos Remédios
  • Sé Catedral de Lamego

Penedono: é uma vila que fica situada nos limites geográficos da região de Viseu. As principais atrações desta vila são: o Castelo de Penedono, o Centro de Interpretação de Penedono, o lagar de Azeite de Póvoa de Penela, os monumentos pré-históricos e os Paços do Concelho

Penalva do Castelo: é uma vila portuguesa localizada na sub-região Dão-Lafões. Esta localidade é conhecida pela sua beleza natural, pelo vinho Dão de Penalva, pela Maçã Bravo de Esmolfe e pelo queijo da Serra. As principais atrações são a Casa da Ínsua, a Igreja Matriz

Resende: é uma vila localizada aproximadamente a uma hora de distância da cidade do Porto. Resende é a capital da cereja de Portugal e a porta de entrada da zona demarcada do Douro. No concelho de Resende encontramos património merecedor de visita, nomeadamente: a aldeia de Granja de Ovadas, a aldeia da Pachorra, a aldeia de Panchorrinha e as Termas de Caldas de Aregos.
Resende é palco de eventos de importância nacional relacionadas ao desporto náutico, nomeadamente: o remo – com a realização da Taça de Portugal de Remo, o jetski – com a realização do Campeonato Nacional de Jetski e motonáutica. A gastronomia tradicional de Resende inclui especialidades como os enchidos de fumeiro, o anho assado no forno, o bazulaque, as cavacas de Resende e as torradas de Felgueiras As festas e romarias de Resende contribuem significativamente para o desenvolvimento da economia, sendo as festas mais importantes:

  • a Festa das Cavacas, que se realiza anualmente em Abril
  • o Festival da Cereja que se realiza anualmente em Maio

São Pedro do Sul: é uma cidade portuguesa localizada em pleno vale de Lafões. Esta cidade é conhecida pelas águas termais e por ser o local mais florido deste vale. No concelho de São Pedro do Sul há que realçar o Centro Termal de São Pedro do Sul, a Aldeia de Covas do Monte, a Aldeia da Pena, a Aldeia do Fujaço, o Bioparque, o Mosteiro São Cristóvão de Lafões e a Serra de São Macário

Termas de Alcafache: estas termas estão localizadas a aproximadamente 8 km de Viseu no meio da natureza no vale do Dão. Segundo os crentes, as águas das termas de Alcafache são indicadas para tratar problemas de saúde relacionados com as vias respiratórias, com doenças de pele, com reumatismos crónicos, e com doenças músculo-esqueléticas

Termas Caldas de Felgueira: é uma estância termal localizada no vale do Alto Mondego integrada num cenário de uma beleza única. Segundo os crentes, as águas destas termas são utilizadas para cura de doenças variadas desde o século XIX

Termas do Carvalhal: estão localizadas no concelho de Castro Daire, entre a serra de Montemuro e serra de Arada. A água destas termas mantém uma temperatura de 42ºC, sendo recomendada pelos crentes como tratamento para doenças de pele, doenças digestivas e doenças respiratórias

A gastronomia em Viseu

A gastronomia de Viseu desperta paladares únicos e intensos, desempenhando um papel importante na atração de turistas à região.
Viseu inclui especialidades como:

  • Sopa da Beira
  • Arroz de Carqueja
  • Arroz de Lampreia
  • Cabrito Assado
  • Enchidos
  • Presunto
  • Rancho à Moda de Viseu
  • Polvo Assado à Lagareiro
  • Trutas do Paiva
  • Beijinhos
  • Castanhas de Ovos de Viseu
  • Cavacas
  • Pastéis de Vouzela

Os vinhos de Viseu

No distrito de Viseu existem três tipos de vinhos principais:

  1. Vinho do Dão: é um vinho cultivado na região vinícola do Dão. Esta região tem uma dimensão de cerca de 376 mil hectares numa zona montanhosa e de clima rigoroso. A Região Demarcada do Dão abrange os seguintes municípios do distrito de Viseu: Aguiar da Beira, Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo, Tondela e Viseu.
  2. Vinho de Lafões: este vinho é cultivado ao longo do rio Vouga e inclui os concelhos de Oliveira de Frades, São Pedro do Sul e Vouzela.
  3. Vinho Regional das “Beiras”: vinho cultivado nos concelhos de Aguiar da Beira, Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo, Sátão, Tondela, Oliveira de Frades, Viseu e Vouzela

As Feiras de Viseu

As feiras de Viseu são atrações turísticas importantes, nomeadamente:

  • Semana Santa: realiza-se anualmente entre 9 de Abril de 16 de Abril
  • Festival da Música da Primavera: realiza-se anualmente entre 10 de Abril e 30 de Abril
  • Festa 2 de Maio: realiza-se anualmente no dia 2 de Maio
  • Festas Populares, Marchas e Cavalhadas: realiza-se anualmente entre 1 de Junho e 30 de Junho
  • Feira de São Mateus: realiza-se anualmente de 7 de Agosto a 13 de Setembro

Artesanato de Viseu

O artesanato de Viseu inclui produtos das mais variadas atividades, nomeadamente a carpintaria, a cestaria, as flores de papel, o ferro forjado, a olaria, o mobiliário e a tecelagem. A Fundação da Casa da Ribeira desempenha um importante papel na preservação e promoção do artesanato local, e promove visitas aos locais onde podemos assistir ao aos artesãos a trabalhar em tempo real.

Economia de Viseu e Projetos Inovadores

Viseu produz trigo, milho, centeio, batatas, legumes e frutos. A cultura mais importante do distrito é a vinha. As indústrias mais importantes da região de Viseu são: madeira, cerâmica, metalomecânica e de produtos alimentares.
Viseu tem promovido a economia da região através da adoção de projetos inovadores, nomeadamente:

  • 2017: o ano oficial para visitar Viseu”: campanha de marketing realizada com o objetivo de promover a cidade de Viseu à Península Ibérica
  • Autoestrada do Centro: projeto que visa a ligação entre Coimbra e Viseu
  • Ecopista do Dão: este projeto visa implementar ciclovias num total de cerca de 50 kms
  • Incubadora de Empresas no Centro Histórico de Viseu: projeto realizado parta dinamizar o centro histórico e criar emprego nas áreas do património, cultura e tecnologia
  • Viseuinveste: projeto que pretende atrair investimento para as empresas da região de Viseu
  • MUV / Mobilidade Urbana: este projeto visa a construção de uma rede urbana de ciclovias até 2018

No distrito de Viseu existem cinco clusters de empresas importantes para a economia de Portugal:

  1. Cluster Automóvel: localizado em Mangualde, Tondela, Nelas e Vouzela. Inclui empresas como a Citroen, a Bomoro Portuguesa, o grupo Bosch, a Sasal – Assentos para Automóveis, a EDA e a Faurecia
  2. Cluster Cerâmica: situado em Santa Comba Dão conta com a presença de empresas como a Aquatis, a Cerutil e a Visabeira
  3. Cluster Madeira: localizado em Nelas e Santa Comba Dão inclui empresas como Sonae, a Lusofinsa, Madiberia e a Dierre Portugal
  4. Cluster Metalomecânica: localizado em Viseu integra empresas como a Martifer ou a Gruvis
  5. Cluster Têxtil: localizado em Nelas e Vouzela engloba empresas como a Borgstena Textile Portugal e a Britons Portugal

Factos rápidos sobre Viseu

  • População: aproximadamente 100 mil habitantes
  • Área: 507.10 kms
  • Número de empresas: aproximadamente 10 mil
  • Ano da Fundação da cidade: 1123
  • Região: Centro
  • Sub-Região: Dão-Lafões
  • Distrito: Viseu
  • Antiga província: Beira Alta
  • Feriado Municipal: 21 de Setembro

menu